SAUDADE

Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.

Clarice Lispector

terça-feira, 26 de julho de 2016

Analisando

Com o passar dos tempos é sempre bom parar e analisar o que passou. Como, porque, onde. Se foi correto, se faltou algo, se me dei bem, se me ferrei.
Esse é um exercício legal de fazer, pois ao nos analisarmos, analisamos o externo também. E esse se torna bem interessante.
Já parou para pensar que ao seu redor, nem todos gostam de você? Já reparou que no ambiente em que passa seu tempo, seja entre amigos, colegas, família, sempre tem uma ou mais pessoas que não tem com você aquele grau de relacionamento que você gostaria que tivesse?!
No começo me chateio, choro...depois o tempo passa e relevo. Mais um tempo e  até esqueço (menos nos momentos que as lembranças afloram...rsr).
E quando tudo está caminhando e de repente tudo muda?? Nossa...odeio isso!!rsrsr
Pensando nas coisas que aconteceram, nas que estão acontecendo ao redor, mais tenho a certeza que peixe morre pela boca e que estou no caminho certo.




terça-feira, 19 de julho de 2016

Olorum

Na tradicional religião ioruba e nas afrodescendentes, o ser supremo é Olódùmarè, que vive numa dimensão paralela à nossa, conhecida como Òrun. Por isso, também aclamado como Olórun, Senhor do Òrun, ou Olorum. É o Criador do Òrun e do Áiyé, o univverso conhecido ou ainda desconhecido por nós. É o Ser Superior e Criador dos orixás e do Homem. 

( https://pt.wikipedia.org/wiki/Olorun )

A unidade religiosa da Umbanda está em Olorum, o Divino Criador, Deus princípio de tudo. A palavra Olorum é de origem yorubá, é uma contração de Olodumaré ( Senhor do Destino ).

Olo significa senhor e Orum o além, o céu. Olorum é o Senhor Do Céu, infinito em Si mesmo, onisciente, onipotente, onipresente, e indivisível. Ele é em Si toda a criação e rege tudo no Universo. Deus é UM, sempre foi e sempre será, mas muitos são os nomes pelos quais Ele é conhecido. Os nomes usados por diferentes povos e religiões referem-se simplesmente aos diversos caminhos por meio dos quais Deus manifesta a Si mesmo na Criação, para cada povo com sua cultura específica.

Deus não tem um início; é princípio, meio e fim; é o Criador, o Gerador de tudo o que existe e está tanto na Sua criação como nas criaturas e nos seres que gera. Deus é vida, é o mistério , que anima e fornece os meios ideais para que nos multipliquemos em nossos filhos, que também trazem em si a capacidade de se reproduzir, pois são gerados em um meio vivo. Olorum Senhor Supremo do Destino, é infinito em tudo e também o é nas Suas Divindades, os Sagrados Orixás. Ele as gerou em Si e elas complementam-se umas às outras na sustentação da criação divina e na manutenção dos princípios que a regem, manifestando-se através dos sentidos da Fé, do Amor, do Conhecimento, da Justiça, da Lei, da Evolução e da Geração.

Os orixás são mistérios individualizados do Divino Criador, são Divindades, Tronos Sagrados distribuídos por toda Sua criação, são manifestações das qualidades divinas. Olorum é o todo e Suas Divindades são as partes formadas por esse todo. 

( http://tendadeumba1.dominiotemporario.com/olorum_26.html )



sábado, 14 de novembro de 2015

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Pai

Não demonstro para ninguém. ..mas como você faz falta meu pai!!
É dor que anestesia...

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Salve!!

Salve Maria Mulambo!

Olha quem chegou pra trabalhar 
Caminhando veio daquela porteira 
Trazendo o feitiço no olhar 
Ela não é de brincar 
Ela é Rosa Caveira

Pombogira com andar tão sensual 
Abre todos os caminhos,
Pra quem não fizer o mal, Sua morada é embaixo de uma figueira 
Se o perigo aparecer, 
chame por rosa Caveira....

Olha quem chegou pra trabalhar 
Caminhando veio daquela porteira 
Trazendo o feitiço no olhar 
Ela não é de brincar 
Ela é Rosa Caveira.......


Rosa Caveira

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!
Pomba Gira da calunga
Vem levantando poeira

Suas mandingas são
Cercadas de mistérios
Saravá a Pomba Gira
Que vem lá do cemitério

Se diz que faz é melhor não duvidar
Porque a Rosa Caveira
Promete para não faltar

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!
Pomba Gira da calunga
Vem levantando poeira

Levo uma rosa quando vou ao seu axé
Falo com Rosa Caveira
Porque nela eu tenho fé

Tudo o que peço nunca me deixou faltar
Ela é muito formosa Ena Ena Mojubá

Sacode o pó que chegou Rosa Caveira!
Pomba Gira da calunga
Vem levantando poeira

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Meia boca

Cansada de meia boquices...

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Qual o propósito?

Qual o propósito disso tudo??

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Saudade

Saudade de tudo...
Saudade do meu pai
Saudade de mim...
Saudade de você
Saudade do que eu era...
saudade de um tempo que não volta mais. ..
simplesmente saudade.

sábado, 24 de janeiro de 2015

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Passou e nada deixou..

"Passou a diligência pela estrada, e foi-se;
E a estrada não ficou mais bela, nem sequer mais feia.
Assim é a ação humana pelo mundo fora.
Nada tiramos e nada pomos; passamos e esquecemos;
E o Sol é sempre pontual todos os dias."

Alberto Caeiro

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Silêncio

O silêncio grita dentro de mim!

domingo, 8 de junho de 2014

Aprendi uma lição hoje lendo uma postagem no blog do meu amigo Joakim.

Amar infinito mas com limites....creio que está aí meu erro...amar demais, infinitamente e ilimitadamente....e com isso sufoquei meus filhos e os distanciei de mim.

Mas nunca é tarde para aprender e consertar os erros, não é mesmo?



Obrigada meu amigo.....e segue o link do texto...

Amor Ilimitado